Quais são os dilemas de um concurseiro?

Por Viviane Rocha, professora de Técnicas de Estudo da Central de Concursos

Somos seres humanos e, como tais, sempre temos medo e receios quando precisamos tomar decisões e nos arriscar em alguma situação.

Dentre elas, estão os momentos em que precisamos sair da zona de conforto. E nessa hora, por vezes, colocamos as dúvidas como obstáculos que dificultam a realização dos nossos sonhos — como o desejo de conquistar um cargo público.

Mas, em vez de vê-los como entraves, devemos ser otimistas e enxergar essas questões como norteadoras rumo ao sucesso do nosso objetivo.

Por exemplo, como vou saber qual cargo escolher ou quando começar a estudar? Primeiro: não vislumbre apenas a remuneração e os benefícios! Leve em consideração a qualidade de vida e o bem-estar da sua família. Procure também conhecer as atribuições dos cargos e avalie se trarão a satisfação profissional.

Sua felicidade não é negociável. Seja honesto com você mesmo.

Ao decidir qual concurso prestará, você precisará de um planejamento. Faça um cronograma de estudos capaz de ser cumprido – caso contrário, você pode não dar conta do recado e se sentir desestimulado.

Sua felicidade não é negociável. Seja honesto com você mesmo.

Busque materiais especializados, converse com outros concurseiros sobre escolas especializadas nessa preparação. Leia também os editais, que sempre passam o conteúdo cobrado nas provas, e refaça os testes de certames anteriores.

E não acredite que sua vida precisa ser interrompida nessa fase! O processo de estudo e preparação deve ser prazeroso e momentos com a família são necessários para arejar sua mente. Mas é necessário persistir — e não desistir após a primeira prova.

Estamos falando de algo que vai mudar a sua vida. Não podemos abrir mão de uma guerra por causa de uma batalha perdida. Acredite, persista e invista em você!