Dicas para mandar bem nas questões de Interpretação de Texto

*Por Simone Cerullio, professora de Português na Central de Concursos

1 – O que as bancas examinadoras esperam do candidato nas questões de Interpretação Textual

Você deve estar sempre atento, no que se refere à interpretação textual, às análises sugeridas a seguir porque elas estão presentes em todas as provas de concurso.

Em Língua Portuguesa, as bancas examinadoras, normalmente, utilizarão dois textos e neles você encontrará:

Inferência que é uma conclusão que não está explícita no texto, e sim implícita, ou seja, você deduz.

Substituição de uma conjunção por outra, mantendo o sentindo original. Cuidado com esse tipo de questão. Analise também o tempo do verbo. Eis o segredo.

Em tipologia textual elas sempre abordam questões que perguntam se o texto é narrativo, descritivo ou dissertativo – geralmente é dissertativo.

Já na reescritura de frases, as bancas dividem esse tópico em três: Conjunções, Pontuação e Semântica.

A referência textual é muito cobrada nas provas: Anáfora ocorre quando o elemento remete a algo que já foi expresso no texto, Catáfora ocorre quando o elemento anuncia algo que ainda virá.

Muita disciplina e a resolução de várias provas levarão você ao caminho da aprovação.

2 – Como diferenciar Compreensão de Interpretação textual

A maioria das bancas espera que o candidato além de interpretar, compreenda o texto e abaixo você saberá como fazer isso.

Para conseguir um bom desempenho em provas de concursos, um dos recursos é saber diferenciar a compreensão e a interpretação de um mesmo texto.

A compreensão textual pode ser definida como um processo cognitivo de entendimento do significado de algo, no caso textos. Significa decodificá-lo para entender o que foi dito, uma análise objetiva e a assimilação das palavras nele propostas.

Na compreensão textual, buscamos as respostas no próprio texto, pois a mensagem está ali pressuposta e há expressões, nas questões da prova, que geralmente se relacionam com a compreensão. São elas: segundo o texto, de acordo com o autor, o texto informa, conforme o texto, etc.

A interpretação está ligada às conclusões que podemos chegar ao conectar as ideias do texto com a realidade. É o entendimento subjetivo que o leitor teve sobre o que leu, isto é, a mensagem não está expressa no texto e sim subentendida.

As expressões relacionadas à interpretação textual são: diante do que foi exposto, podemos concluir, Infere-se do texto que, o texto nos permite deduzir que, etc.

Adquirir o hábito da leitura é a melhor ferramenta para se sair bem tanto na compreensão quanto na interpretação.

3 – Roteiro para leitura e entendimento de um texto

Estar em dia com o conteúdo requer muita disciplina e para facilitar esse processo, um roteiro em interpretação textual ajuda muito.

Para interpretarmos ou compreendermos um texto são necessários vários fatores e é muito importante criar um roteiro e assim facilitar os estudos.

Ler atentamente o texto para termos a noção do conjunto. Também se faz necessário compreender as relações entre as partes do texto, sublinhar aquilo que for mais significativo e fazer anotações à margem.

Uma boa dica é saber reconhecer as palavras-chave que são as palavras mais importantes de cada parágrafo, em torno das quais outras se organizam, criando uma ligação para produzirem sentido.

As palavras-chave aparecem, muitas vezes, ao longo do texto de diversas formas: repetidas, modificadas ou retomadas por sinônimos.  Elas formam o alicerce do texto, são a base de sua sustentação.

Devemos dar atenção especial para verbos e substantivos e ao título do texto também.