Concurso PM SP: veja o que priorizar no estudo de Matemática

Matemática deverá contar com 15 questões na prova do concurso PM SP para 2.700 vagas de soldado, cujo edital está para ser divulgado. Para o professor Firmino de Matos, que leciona na CENTRAL DE CONCURSOS, há dois assuntos que os futuros candidatos precisam dar atenção especial, pois têm sido explorados com mais incidência: problemas onde é necessário transformar o texto em equações do 1º grau e análise de gráficos.

“Na última prova apareceram muitas questões de interpretação de texto para transformar em equações. Também foi marcante o acréscimo de mais gráficos, junto com porcentagem, ou média, além questão de raciocínio lógico (interpretação de figuras)”, pontua.

Outros assuntos que têm grandes chances de cair na prova, segundo o professor Firmino de Matos, são MDC e MMC, frações, regra de três simples, porcentagem, geometria (perímetro, área e volume) e sistemas de medida (unidades de tempo e sistema métrico.

O professor recomenda que os futuros candidatos do concurso da Polícia Militar do Estado de São Paulo resolvam muitos exercícios durante a preparação e, sobretudo a última prova, que na visão de Firmino Matos foi trabalhosa e cansativa, onde a Vunesp mudou um pouco o seu estilo.

“É importante que refaçam a essa prova para ter uma ideia do que vem pela frente, preparando assim o psicológico para não ficar tão nervoso e, consequentemente, errar menos. Como havia dito, na prova anterior apareceram mais textos para transformar em equação. Para esse tipo de exercício é importante ler com calma o texto até o final e depois começar a responder. Façam também muitos exercícios com gráficos para se acostumar a interpretá-los e revise todos os temas que constam no edital.”

Para muitos concurseiros, Matemática é um verdadeiro ‘terror’. Como então vencer esse medo e obter um bom desempenho na prova do concurso PM SP? Para Firmino de Matos, o segredo está é estudar com antecedência para nãp se ter pressa em aprender.

“A Matemática tem vários de processos personalizados para cada conteúdo. Portanto para aprendê-la devemos conhecer e entender esses processos. A partir daí devemos repeti-los até que se tornem familiares, práticos e rápidos de aplicar nas questões das provas”, explica.