Concurso PC SP: Carlos Mollica fala sobre a carreira de investigador e escrivão e dá dicas de estudos

O concurso PC SP, para 2.300 vagas de investigador e escrivão, está despertando a atenção de milhares de pessoas, seja pela remuneração (R$4.716) ou pela estabilidade, já que as contratações ocorrerão pelo regime estatutário. Para que os interessados na seleção possam conhecer melhor sobre o trabalho na Polícia Civil do Estado de São Paulo, a Central de Concursos entrevistou Carlos Mollica, que atua na corporação há 23 anos.

Investigador da PC SP, Mollica falou não somente sobre as atribuições desta carreira como, também, sobre o dia a dia e as atividades desempenhadas pelos que ocupam o cargo de escrivão.

O policial civil também abordou vários outros assuntos durante o programa Central de Entrevistas, tais como as progressões e promoções na corporação, o funcionamento do curso de formação e como ocorre a lotação dos aprovados.

E não é só isso! Como Carlos Mollica também é professor de Direito Constitucional e Criminologia da CENTRAL DE CONCURSOS, ele também orientou o estudo dos candidatos no que tange a essas duas disciplinas, traçou o perfil de prova da Fundação Vunesp (organizadora do concurso PC SP) e deu diversas dicas de preparação.

E aí, ficou curioso? Então, clique agora mesmo no player abaixo e assista à entrevista com Carlos Mollica: