Concurso MP SP: veja o que priorizar no estudo da Lei Orgânica

Para quem está estudando ou vai se preparar para o concurso MP SP, é fundamental estar afiado na disciplina de Lei Orgânica do Ministério Público do Estado de São Paulo. Não só porque a prova vai cobrar o assunto, mas, também, porque ter bons conhecimento sobre esta legislação será fundamental no desempenho da função de oficial de promotoria.

Para apontar o que priorizar no estudo da Lei Orgânica do MP SP e orientar o estudo dos futuros candidatos no que tange a essa disciplina, o penúltimo episódio do Central de Dicas voltado para o concurso de oficial de promotoria traz, desta vez, uma entrevista com o professor Irineu Ruiz.

Um conselho dado pelo professor é para que os futuros candidatos tomem como base o conteúdo programático do concurso de 2015 e foquem somente nos pontos especificados pela banca.

“Uma falha que não se pode cometer é pecar pelo excesso. O aluno deve estudar apenas aqueles tópicos que estão no edital passado e não toda a legislação”, disse o professor, que acredita que a prova será basicamente focada em ‘letra de lei’.

Segundo Irineu Ruiz, a parte inicial da Legislação Orgânica do MP SP, que vai do artigo 1 ao 9, é a que os futuros candidatos precisam dar mais atenção.

“Essa parte trata da autonomia do Ministério Público, que é um ponto extremamente importante. Quando se chega o Artigo 4, ele fala sobre a estrutura do órgão e vai construir para nós toda a parte administrativa do MP”, explica.

Assista à entrevista abaixo com o professor Irineu Ruiz e saiba quais outros tópicos de Legislação Orgânica do MP SP também podem ser alvo de questões na prova para oficial de promotoria.