Como a atenção aos enunciados pode ajudar em Português

Por Tatiane Felix, professora de Português na Central de Concursos

Quase todos os concurseiros cometem o mesmo erro: leem os textos antes de começar a resolver as questões das provas de Português. Soa estranho pensar o contrário? Mas não é. Na verdade, o ideal é, antes de tudo, ler e prestar atenção nos enunciados. Isso porque nem sempre as perguntas se referem à interpretação daquele texto. E você corre o risco de gastar dez minutos na leitura − um tempo precioso quando se trata dessas avaliações − para depois analisar gramaticalmente duas ou três frases.

Só não será perda de tempo se as questões exigirem mesmo uma análise geral do significado do texto. Mas você saberá disso somente depois de checar as questões. Por isso, anote esta dica: sempre leia os enunciados antes de qualquer coisa!

E preste atenção neles, pois ali está o norte de qual raciocínio aplicar. Meus alunos, nas primeiras aulas, se perdem dentro da análise gramatical cobrada na questão − outro erro bem comum. Por exemplo: o enunciado pede para avaliar se há um erro de concordância (quando há problemas na combinação de gênero ou número) em uma frase. E eles começam a ponderar se a vírgula está bem colocada ou não − irrelevante para a resolução daquela questão.

Na verdade, o ideal é, antes de tudo, ler e prestar atenção nos enunciados. Isso porque nem sempre as perguntas se referem à interpretação daquele texto.

Concordância, aliás, é um dos temas mais cobrados. Só não fica atrás das questões sobre regência − que é a relação entre os verbos e seus complementos (por exemplo, em quais situações determinados verbos pedem a presença de preposição ou uso de crase). Se você dominar bem esses dois campos da nossa língua, terá um ótimo resultado.

Só não se esqueça de testar seus conhecimentos ao praticar sempre com exercícios e provas antigas. E apostar muito na leitura em casa! Só assim conseguirá se sair bem nas provas de interpretação de texto.