5 dicas que podem dinamizar o estudo da Língua Portuguesa

Língua Portuguesa é vida

Quando se fala sobre o estudo de Língua Portuguesa – principalmente o voltado ao concurso público – o que vem à mente é a imagem de alguém sentado olhando de maneira desolada para um livro de gramática gigantesco. Por conta dos modos de aprendizagem tradicionais vivenciados no percurso escolar, ficou-se a ideia de que aprender as regras do idioma é um processo apenas de leitura e memorização. Claro que é importante conhecer as normas, mas quem disse que essa tarefa precisa ser monótona e difícil?

O estudante que quer fixar melhor as teorias aprendidas pode fazer isso o tempo todo. É possível estudar gramática desde o momento em que se manda uma mensagem de bom dia no grupo da família até a hora de ler aquela mensagem positiva antes de dormir. Língua Portuguesa é vida! É com ela que se raciocina e estrutura a comunicação e, por mais que seja complexa, é a base da interação do falante com o mundo. Vale ressaltar ainda que nas provas dos principais concursos o conteúdo gramatical é solicitado de maneira prática por meio de análises textuais e não apenas de forma mnemônica. 

Pensando assim, seguem 5 dicas que podem dinamizar o estudo da Língua Portuguesa:

1. Use outras matérias para estudar Português 

Todas as matérias estão escritas em Língua Portuguesa, logo, podem ser base para observar regras e construções textuais. Se você estudou pronomes, por exemplo, pode aplicar tal conhecimento enquanto lê os tópicos de Direito. Além de melhorar a interpretação do conteúdo jurídico, facilita a internalização da gramática.

2.  Leia todo tipo de texto

Diferentemente do que se pensa, toda comunicação pode transmitir algum tipo de conhecimento, não só os textos considerados formais e eruditos (livros jurídicos e didáticos ou literatura clássica). Crie o hábito de diversificar a leitura: em jornais, revistas, quadrinhos, anúncios, editais, postagens, bulas é possível analisar a estrutura do idioma e aprender novas palavras.

3. Aproveite a rede social para analisar regras de escrita

Como na rede social a linguagem usada é prioritariamente escrita e coloquial, pode-se observar como as pessoas usam as regras gramaticais (não para corrigir, óbvio, mas para analisar). Aprende-se muito por meio da análise de textos. Em uma postagem, reforçam-se conceitos como a ortografia, a concordância e a regência, por exemplo.

4. Crie o hábito de escrever

Devido ao uso dos aplicativos de mensagens e das redes sociais, as pessoas passaram a escrever mais. Embora a linguagem usada na internet tenha suas próprias regras e abreviações, procure escrever por extenso, pensando também na estrutura da oração, nas palavras a serem utilizadas e na clareza da exposição das ideias. Quanto mais se escreve, melhor fica a absorção das normas gramaticais. Lembre-se: estudar não é só ler! Construa resumos, escreva o que entendeu das matérias, faça diários. Tudo é válido.

5. Ouça atentamente o que as pessoas comunicam

Ao conversar, ver um vídeo, ouvir um podcast ou rádio, escute com atenção como as pessoas falam. Não se atenha apenas ao conteúdo, mas também às palavras usadas, às estruturas construídas, observe se as regras gramaticais aprendidas são seguidas, se a linguagem é formal ou coloquial. Essas análises ajudam muito a internalizar os conteúdos estudados.

Em resumo: leia, escreva, observe, ouça e use as regras de Língua Portuguesa. Tendo em vista ser o idioma falado, estudar suas normas é algo a ser desenvolvido cotidianamente. Claro que todo estudante deve ter um roteiro a ser seguido com as matérias exigidas nos editais dos concursos – é essencial assistir às aulas, ler os conteúdos e resolver questões de provas anteriores. Contudo, somada a todas essas estratégias está a dinamização do estudo. Quanto mais orgânica for a aquisição do conhecimento, mais fácil será a internalização da gramática. 

Bons estudos!