Família Real, uniformes e prevenção de crimes: conheça a origem da Polícia Civil

Família Real, uniformes e prevenção de crimes: conheça a origem da Polícia Civil

Neste ano, a Polícia Civil completa 209 anos de existência. Você sabe como essa instituição surgiu?

Com a chegada da Família Real portuguesa ao Brasil em 1808, Dom João VI criou no Rio de Janeiro, a Intendência Geral de Polícia da Corte e do Estado do Brasil, uma comissão formada por homens responsáveis pela captura de criminosos e investigações.

Após a publicação do Código de Processo Criminal do Império em 1832, as funções policiais e judiciais se desvincularam. As atribuições policiais passaram a ser do Juiz de Paz (chefe de polícia) a partir da publicação do primeiro Código de Processo Penal, em 1835.

A Polícia Civil de São Paulo foi fundada seis anos depois, com a Lei nº261, que estabeleceu a criação de uma Chefatura de Polícia em cada província e também na Corte.

Créditos: Acervo Público Polícia Civil de São Paulo

Em 1866 o Imperador D. Pedro II forma a Guarda Urbana, constituída por policiais civis uniformizados que tinham o objetivo de prevenir os crimes na cidade do Rio de Janeiro. Com os bons resultados vindos da Guarda Urbana, as atividades de investigação e prevenção do crime precisaram ser separadas durante o início da República, criando assim, um corpo civil e outro militar.

Concurso para 3.910 vagas

A Polícia Civil de São Paulo já fez seu pedido de concurso público para 3.910 vagas, com oportunidades para as carreiras de níveis médio e superior que oferecem remunerações de até R$ 10.142,55.

Se você quer fazer parte dessa história, vem se preparar com a gente! 
Passa na Central que você passa.